O blog dos assuntos aleatórios.
3.11.09

Eu NÃO sou a favor da reciclagem. Pelo menos nos moldes em que ela é feita actualmente. Acho muito interessante, como é que existem imensas coisas que exigiriam um investimento reduzido mas que teriam um impacto enorme na sociedade e no ambiente em particular. Alguém investe? Pois…Misteriosamente, para a reciclagem, as campanhas na TV abundam e os ecopontos proliferam. Sem querer entrar aqui num silogismo, se há dinheiro para a reciclagem é porque ela deve fazer alguém ganhar muito mais dinheiro. Daí o termo investimento. E tudo muito bem! Eu não sou contra o ganhar dinheiro! Muito pelo contrário. Tenho é o azar, de achar que sou justo e portanto sinto que é preciso pagar às pessoas que nos fazem ganhar dinheiro.

No entanto é giro perceber que estas empresas de “reciclagem” não fazem  nenhum investimento directo na sociedade que tem o trabalho de separar o lixo. Ou seja, na realidade, se uma pessoa reciclar, está a fazer voluntariado. O que não é um mau principio, se estivermos a falar de ajudar aquelas pessoas que precisam e que não têm recursos para pagar o tempo que colocamos em determinada actividade. E algo me diz que este não é o caso com as empresas que estão por detrás de todo este processo.

 Bem…Também estou a ser injusto e pior: ganancioso. Existem pessoas que querem ganhar dinheiro e cumprir objectivos para os seus accionistas. Temos que ajudar essas simpáticas pessoas. Afinal…é preciso dar e receber. Pois…dar…

link do postPor Emanuel, às 00:12  comentar

15.9.09

 

Para quem estiver indeciso ou apenas quiser uma medida objectiva do seu posicionamento político, tem aqui uma bússola política adaptada à realidade partidária portuguesa. Eu cá, sou da equipa do TGV. E não é do programa de televisão.

 

link do postPor Emanuel, às 14:47  comentar

1.9.09

Nunca é demais salientar isto:

 

http://www.ricardo.pt/diario/2009/09/o-senhor-doutor-e-um-parolo.html

 

link do postPor Emanuel, às 22:26  comentar

26.8.09

Este é um video muito interessante, de uma TED Talk, em que um economista propõe um conceito de valor e que, no meu entender, pode fazer mais pela ”fome no mundo” do que todos esses eventos de auto-promoção que se têm feito nos últimos anos. É obvio que é uma abordagem complexa e portanto necessita de alguns estudos mais para resolver alguns problemas. Mas parece-me uma óptima base!

 

link do postPor Emanuel, às 12:14  comentar

18.8.09

Eu acho que a vida devia ser um policial! Algo do género: existe um problema para resolver. Depois há um entendido com determinadas características e geralmente excêntrico (com ou sem euromilhões). Depois disso, era juntar um conjunto de elementos envolvidos no problema um pouco de trabalho, realizado por um personagem assistente trabalhador e que relatava os acontecimentos ao excêntrico. E pronto…Estava resolvido! As causas do problema seriam os elementos dos quais menos suspeitássemos. Isto tornava a vida muito mais simples.

Principalmente para problemas emocionais…Um Wolfe ou um Poirot emocional? Não há?

link do postPor Emanuel, às 12:14  comentar

16.5.09

 

Torradas! :D

 

A torrada, é sem dúvida um lanche tradicional. Estabelecida em tempos imemoriais, mas provavelmente depois da descoberta do fogo, este belo pedaço de pão ligeiramente aquecido até ficar relativamente rijo, é das invenções mais famosas de sempre, mas à qual é dada pouca atenção.

Para mudar esta situação algo injusta, decidi fazer este post para honrar essa instituição que é a torrada. Pessoalmente, sou um purista. A torrada feita com pão de centeio e manteiga, é a minha preferida. Com uma quantidade moderada de manteiga, claro está. É que se for uma quantidade muito elevada, amolece a torrada e torna-a enjoativa. E de uma refeição leve perfeitamente adequada, torna-se uma garantia de idas frequentes à casa de banho. O mesmo se aplica a outros ingredientes. E aqui entramos noutra das grandes vantagens da torrada: a sua versatilidade. Na torrada podem ser colocados vários ingredientes, ou combinações destes, tornando este aparentemente árido pedaço de pão, num naco de alimento digno dos deuses do Olimpo. Não que eles precisassem de alimento material. Mas se precisassem, provavelmente seria uma torrada que comeriam.

No entanto, persiste em mim uma grande dúvida. Se imaginarmos aquela torrada que obtemos quando a pedimos num café, ou seja, duas fatias de pão de forma cortadas em três bocados, esta divisão levanta um problema enorme. Qual é a ordem pela qual se devem comer os bocados da torrada? Aqui é que as opiniões se dividem. Existem algumas pessoas que afirmam ser melhor começar a torrada pela secção do meio, pois ela é melhor enquanto não arrefece. Outras escolas de pensamento afirmam, que o inverso é que é verdade. Já que a secção do meio é melhor, por ter mais manteiga, esta deve ser deixada para último, pois é sempre boa mesmo que mais fria. Já as secções mais periféricas são mais saborosas quando quentes e algo secas quando frias. Já dá para perceber que é um problema complexo.

Tudo isto, contribui para que a torrada seja considerada um alimento rico – não só em utilidade mas também em complexidade. E história, também! Apesar de ninguém a conhecer muito bem. 


9.4.09

...Ca bonito! :D

música: Clã - Melancolia
link do postPor Emanuel, às 21:47  comentar

8.4.09

...mas aqueles paladinos "pró-vida" que tanto se digladiaram durante o referendo para a despenalização da IVG são na realidade cavaleiros negros da morte. Baseados em falsos argumentos de vida, estavam a por em risco a vida de pessoas reais, e a perpetuar um conjunto de dogmas ultrapassados.

 

Esta notícia é apenas uma pequena parte dos benefícios que a despenalização da IVG trouxe para a nossa sociedade. Ela não faz referência ao impacto positivo que as cerca de 28.500 IVG’s tiveram na vida das pessoas que as fizeram. Independentemente das circunstâncias que as levaram a realizar a interrupção da sua gravidez, elas sabem que este procedimento foi feito por profissionais devidamente qualificados e com as condições necessárias, e não por habilidosos em instalações manhosas. Isto significa que de futuro, caso assim o entendam, terão todas as condições fisiológicas para ter um filho, desta vez desejado e que portanto pode ser educado com toda a dedicação. Nem sempre com todas as condições materiais necessárias, é verdade, mas se houver vontade e dedicação, isso já é uma enorme ajuda.  

 

Para todos os que leram o Freakonomics, percebem que nos Estados Unidos a interrupção voluntária da gravidez, causou descidas enormes e imprevistas no número de crimes cometidos nesse país. E não foi por isso que a população desse país caiu a pique, ou que a sua economia sofreu. Ela não está grande coisa, mas isso é outro assunto, com outras justificações.

Só o futuro nos pode dizer os benefícios que esta medida nos vai trazer no futuro. E claro está, benefícios. A possibilidade de escolha só pode trazer benefícios.

tags: , ,
música: REM - Drive
link do postPor Emanuel, às 13:12  comentar

4.4.09

Segundo este artigo do HowStuffWorks sobre os 10 experimentos científicos que mudaram o mundo, é interessante e muito agradável ver que, o que está classificado em 1º lugar, é o paradigmático estudo do brilhante Stanley Milgram, sobre a obediência. Alguns dados relevantes sobre o estudo que o artigo não refere:

 

  • Cerca de 66% dos sujeitos, conformaram-se à ordem do experimentador e administraram choques eléctricos, com a voltagem máxima que a máquina supostamente fornecia: 450V.
  • Em variações do mesmo estudo, o nível de obediência caía para valores próximos dos 47%, pelo simples facto de ser eliminada qualquer relação com a Universidade de Yale.
  • Foi replicado recentemente por investigadores americanos. Os resultados foram semelhantes.

Para quem estiver interessado noutro estudo Milgramnesco, ver aqui.

link do postPor Emanuel, às 00:53  comentar

28.2.09

http://opinionator.blogs.nytimes.com/2009/02/27/has-obamanomics-vanquished-reaganomics/

 

Isto é um mundo muito estranho. Andaram as duas maiores potências do mundo a batalhar com as suas ideologias, durante tantos anos. Vai-se a ver...Ninguem ganhou! Limitaram-se a trocar! Tão queridos!

link do postPor Emanuel, às 16:49  comentar


 
mais sobre mim
Novembro 2009
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
16
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


Taste is
subscrever feeds
blogs SAPO